Enfrentando o preconceito

Durante a campanha política para as eleições presidenciais no Brasil pudemos acompanhar contribuições de pensamentos e reflexões sobre diversos temas e com os mais variados posicionamentos políticos, principalmente nas redes sociais.

 

Entretanto, após o tão esperado resultado, uma parcela de indivíduos exibiu seu descontentamento por meio de discursos permeados por inúmeras agressões sociais e culturais,  mostrando o país como um palco de violentos ataques.  Neste sentido, entendo o preconceito como um tema de extrema importância a ser debatido diante deste atual contexto, mas o texto tem como base toda e qualquer forma de preconceito, seja étnico, racial, religiosa ou sexual.

 

 

Como combater o preconceito

 

Estranhar o diferente é uma reação natural do ser humano, mas a atribuição juízo e valores são construções socioculturais, construídas por diversos fatores ao longo da vida do indivíduo.

 

É importante ressaltar que a maneira como você expressa suas crenças, poderá influenciar seus filhos a serem pessoas que encontram dificuldade em lidar com a diversidade, tornando-se pessoas intolerantes e preconceituosas.

 

Uma das formas de combater o preconceito se faz na constante educação em prol da diversidade e cabe aos pais, educadores e a sociedade como um todo ensinar as crianças a aceitar as diferenças e conviver em equilíbrio e harmonia. Desta maneira é possível criar uma sociedade baseada numa cultura de respeito e com direitos preservados.

 

 

Quais as consequências psicológicas para quem sofre o preconceito

 

Quem sofre o preconceito pode erroneamente acreditar em quem o ataca, surgindo dúvidas em relação as suas próprias capacidades, crenças e valores, criando uma autoimagem negativa acompanhado de sentimentos de menos valia.

 

Depressão, ansiedade, dificuldade de sociabilidade e estresse pós –traumático são algumas possíveis consequências sofridas por pessoas expostas a formas de preconceito.

 

 

Ajuda psicológica para quem sofreu preconceito

 

Para quem sofre preconceito e discriminação procurar ajuda psicológica é de extrema importância, principalmente para que a discriminação afete sua vida da menor maneira possível.

 

A Psicoterapia possibilitará trabalhar com sentimentos de menos valia, recuperando a autoconfiança e a autoestima. Estimulando um olhar diferenciado sobre si e o mundo, será possível a ampliação de recursos internos e externos para lidar com os acontecimentos do dia a dia, dando a possibilidade de reconhecer as próprias potencialidades e ressignificar as situações, os valores e as atitudes.

"O melhor trabalho político, social e espiritual que podemos fazer é parar de projetar nossas sombras nos outros" - C. G. Jung

 

Please reload

Saiba Mais Sobre

Exigir muito de si mesmo

1/10
Please reload

 Dicas e Tratamentos
Please reload