A devastação do cyberbullying

 

 

Saiba o que é cyberbullying, como identificar estas ações e dicas de como superar este difícil momento. É importante estar atentos para que possamos ajudar quem é vítima desta violência, muitas vezes ainda não compreendida, mas que pode acarretar em diversos e profundos prejuízos na vida pessoal e social de quem sofre tal agressão.

 

 

O que é bullying

 

O famoso termo inglês bullying significa “intimidar, ameaçar”, sendo compreendido como atitudes de agressões verbais, psicológicas e/ou físicas cometidas contra uma ou mais pessoas.

 

O bullying pode ser identificado por meio de algumas ações, como ofender, humilhar, perseguir, assediar, aterrorizar, empurrar, agredir, quebrar pertences, entre outros. São atitudes entendidas como inadequadas para um relacionamento interpessoal saudável.

 

Tais comportamentos é uma prática prejudicial ao convívio daqueles que são considerados “diferentes” da maioria, trazendo graves prejuízos psicológicos e sociais para aqueles que sofrem com tal violência.

 

 

O que é cyberbullying

 

Com o avanço da tecnologia surge uma nova forma de expressão do bullying, neste sentido trata-se de violência contra alguém por meio virtual, ou seja, uma manifestação de agressão ou assédio moral, que ocorre por meio de recursos tecnológicos modernos, especificamente, telefones celulares ou pela internet.

 

Esta é uma nova forma de violência, não menos importante, pois também traz prejuízos extremamente sérios que podem afetar a vítima por toda a sua vida se não conseguirem ser trabalhados e elaborados.

 

 

A diferença entre bullying e cyberbulling

 

O cyberbullying traz uma outra dimensão da vergonha e do escárnio, que tomam proporções incalculáveis por serem amplificados nas redes sociais. A difusão massiva tornam os casos ainda mais evidentes, muitas vezes causando uma espécie de linchamento virtual.

 

Um importante ponto é que o cyberbullying transcende as fronteiras do espaço físico e do tempo, podendo se manter por tempo indeterminado no espaço virtual. O impacto do cyberbullying pode ser ainda mais prejudicial, na medida em que não há onde a vítima se esconder.

 

Como o cyberbullying é cometido por meio virtual, há a possibilidade de um certo grau de anonimato entre quem o pratica e sua vítima, podendo haver menos censura quanto aos insultos e provocações.

 

Apesar de o cyberbullying estar constantemente associado ao contexto escolar, atualmente este fato está presente em diversos campos sociais, como em universidades e ambientes de trabalho.

 

 

Como identificar o cyberbullying

 

A maioria sofre em silêncio, mas com um olhar mais cuidadoso é possível identificar alguns comportamentos e sintomas que podem estar  diretamente relacionados ao cyberbullying, como:

 

  • Retraimento social: Afasta-se das pessoas e das atividades coletivas

  • Distúrbios do sono - insônia ou sono agitado

  • Problemas físicos – dores de cabeça, estômago, náuseas

  • Dores e/ou marcas de ferimentos

  • Enurese noturna

  • Irritabilidade ou agressividade

  • Transtornos alimentares

  • Desânimo e constante demonstração de tristeza.

 

 

Quais as consequências para quem sofre cyberbullying

 

As consequências para quem sofre a violência do cyberbullying são diversas, dentre elas: a falta de concentração, tristeza, sentimento de humilhados, medo, insegurança, dificuldade de aprendizado e outros.

 

Em muitos casos o profundo sentimento de insegurança e um retraimento social impede a pessoa de procurar ajuda. Costuma sentir-se constantemente envergonhada e/ou humilhada, podendo entrar em depressão ou fazer uso abusivo de substâncias psicoativas e em casos extremos apresentar tentativas de suicídio.

 

 

Como a psicoterapia pode ajudar
 

As consequências na vida das vítimas e demais envolvidos podem ser tão profundas e devastadoras que buscar ajuda nesse momento pode ser de extrema importância.

 

A psicoterapia neste caso tem como objetivo auxiliar a pessoa que sofreu ou sofre cyberbullying a desenvolver estratégias específicas que poderão ser utilizadas visando diminuir o seu sofrimento, como também uma ação interventiva e preventiva das possíveis consequências. Neste sentido, as estratégias são importantes para atuar sobre as situações vividas e/ou sobre o significado valorativo atribuído às experiências passadas. 

 

 

Dicas de como lidar com o cyberbullying

 

  • Informação é sempre o primeiro passo para compreender e tomar decisões, portanto, uma das maneiras de lidar com esse fenômeno é refletir e dialogar sobre o tema, seja no ambiente familiar, escolar ou de trabalho.

 

  • Encorajar a pessoa que está sofrendo o cyberbullying a buscar ajuda, seja por meio de profissionais da área da saúde ou, se for o caso,  dentro da escola ou empresa.

 

  • Pedir ajuda de familiares ou amigos, principalmente para aquelas pessoas que haja um vínculo de confiança e proteção.

 

  • O importante é não recriminar a pessoa que sofre o cyberbullying e sim buscar compreender o fato e apoiar às vítimas nas medidas necessárias.

 

 

Please reload

Saiba Mais Sobre

Exigir muito de si mesmo

1/10
Please reload

 Dicas e Tratamentos
Please reload