Ausência - aprenda como superá-la

 

Ausência, falta, carência, privação... com certeza são sinônimos reconhecidos afetivamente por todas as pessoas. Quem nunca sofreu por ausência de algo ou alguém? Seja pelo término de um relacionamento amoroso, a perda de um ente querido, aquela saudade da época de infância, não ter o emprego que desejava ou por diversas outras situações.

 

 

A ausência é um tema que se faz presente constantemente na vida de todos nós e questão recorrente que tenho abordado em meu consultório no trabalho com as pessoas que buscam ajuda psicológica para obter bem estar emocional.

 

A dor da ausência pode gerar profundo sofrimento, sendo mais ou menos difícil de superá-la dependendo do vínculo estabelecido com àquela perda. Em alguns casos, por não conseguir superá-la a pessoa se mantém aprisionada naquele momento ou etapa de sua vida. Neste sentido, podemos compreender que dor produzida por uma ausência, independente do que a tenha causado, pode trazer intenso sofrimento psíquico e prejuízos impeditivos na vida pessoal, social e profissional de quem a carrega.

 

No momento em que a pessoa se depara com presença de uma ausência começam a surgir diversos e confusos sentimentos como medo, culpa, raiva, remorso, saudades, ansiedade, entre tantos outros que quando não compreendidos e elaborados poderão paralisar o indivíduo para novas experiências importantes a serem vividas. E, diante de tantos conflitos internos, algumas vezes pode ser muito difícil conseguir identificar estes sentimentos, elaborá-los e superá-los sem ajuda.

 

Por outro lado podemos pensar que a ausência se faz importante na medida em que possibilita o indivíduo a rever seus planos, vínculos e projetos pessoais. Algumas pessoas podem acabar se identificando com a dor da ausência e passam a acreditar que esta é a sua vida. Mas é preciso compreender que podem ser mais do que isso na medida em que aceitam o convite da transformação trazidos pela profunda reflexão à cerca deste sofrimento.

 

Normalmente a ausência de algo evidencia ao individuo a falsa ilusão de controle que carrega dentro de si, podendo em alguns casos fazer com que a pessoa não reconheça suas próprias reações diante de alguns fatos. Neste sentido, trabalhar em busca de reconhecer aquilo que realmente somos possibilita encontrar a própria identidade reconhecendo seus desejos e limites, promovendo menor vulnerabilidade e maiores recursos internos para suportar e enfrentar as ausências que encontraremos diante da vida.

 

Saber quem você é trata-se de uma busca de extrema importância, pois evitar falar do que lhe faz mal traz solidão e grandes sofrimentos. É preciso caminhar na direção do autoconhecimento, para encontrar a si mesmo e suas próprias respostas ao invés de buscar e/ou aceitar a resposta que o outro e que o mundo lhe dá. Desta forma, terá a possibilidade de ser algo diferente e obter novas fontes de energia para viver a sua própria vida de maneira mais completa e feliz.

 

Please reload

Saiba Mais Sobre

Exigir muito de si mesmo

1/10
Please reload

 Dicas e Tratamentos
Please reload