Crise no relacionamento amoroso

Compreender o que gera conflitos entre o casal é o primeiro passo e o ponto essencial para superar a crise no relacionamento amoroso. Confira aqui algumas sugestões que poderão te ajudar.

 

Quando um casal encontra-se diante de uma crise no relacionamento, emergem desavenças e pontos de vista opostos, a tolerância tende a diminuir ganhando cada vez mais espaço a irritabilidade e a frustração. Neste caso é usual que a luta pelo controle e pelo poder tome o lugar de destaque, gerando ansiedade, desconforto e angústia para ambos os envolvidos na relação.

 

Em alguns casos, por não saber lidar com os próprios sentimentos, as pessoas carregam conflitos nos seus relacionamentos e, consciente ou inconscientemente, vivenciam dificuldades em encontrar uma conexão amorosa com o parceiro.

 

Tenho recebido em meu consultório casos de pessoas que se envolveram num relacionamento baseado na falta de igualdade e no distanciamento de si mesmo em função do outro. Essa relação parece sempre ser assombrada pelo medo do abandono e da rejeição, trazendo prejuízos que vão além do relacionamento amoroso, pois afeta a autoestima e diversos campos da vida pessoal e profissional do indivíduo.

 

O problema acontece quando a pessoa se vê tão envolvida no relacionamento que passa a investir toda sua atenção e afeto no parceiro, deixando de cuidar de si mesma e fechando os olhos para suas necessidades e limites pessoais. Neste sentido, acaba por ficar perdida de si mesma buscando achar-se no outro, justamente por acreditar que somente desta forma terá a garantia de ser feliz.

 

Investir numa conversa franca com o parceiro tende a ser um excelente caminho para que ambos possam se ouvir e planejar uma maneira saudável para cuidar da ralação. Mas, em alguns casos, a relação pode estar tão desgastada que o casal acaba se sentido impotente diante dos conflitos. Neste momento, o primeiro passo para conseguir enfrentar uma crise no relacionamento amoroso é compreender que a ajuda de um profissional poderá facilitar as tomadas de decisão.

 

Neste sentido, a Psicoterapia torna-se uma grande aliada, pois o objetivo é desenvolver o autoconhecimento do indivíduo e, consequentemente, tornar consciente os aspectos que podem estar influenciando diretamente a relação amorosa. Lembrando que o bem-estar para ser alcançado deve começar dentro de nós.

 

 

Algumas sugestões que podem ajudar:

 

  • Converse antes de agir: Diversos relacionamentos encontram-se em crise justamente pela falta de uma conversa franca entre ambas as partes. O que acontece é que em alguns casos o casal acaba magoado com alguma situação e ao invés de conversarem e expor seus sentimentos, passam a provocar-se mutuamente, num jogo de feridas que ambos saem machucados. Aprender a conversar antes de agir é um ponto muito importante para que a relação volte a ter equilíbrio e a proporcionar felicidade.

 

  • Não atribua toda a culpa ao parceiro: Por mais magoada ou irritada que esteja, a outra pessoa não é cem por cento responsável por toda a relação. Aprender a reconhecer os próprios erros ajuda a melhorar o relacionamento na medida em que ambos poderão se comprometer a resolver o problema. Além disso, fará de você uma pessoa mais responsável com si mesma.

 

  • Trate seu parceiro com respeito: Este é o primeiro passo para qualquer relação interpessoal e, muitas vezes, durante um conflito o casal acaba por minimizar este princípio básico. Respeitar o parceiro é fundamental para estruturar o relacionamento amoroso.

 

  • Mantenha a individualidade dentro da relação: Ter uma relação amorosa é muito gostoso, mas também é importante manter os hobies pessoais e fazer algumas atividades separados, como por exemplo sair com amigos ou fazer atividades físicas. Faça algo que te deixa feliz sem precisar da companhia do seu parceiro.

Please reload

Saiba Mais Sobre

Exigir muito de si mesmo

1/10
Please reload

 Dicas e Tratamentos
Please reload