O que aprender com a frustração


Em nossa sociedade há a busca constante e intensa por experiências de prazer e satisfação, mas parece não haver espaço para lidar com a decepção e o desapontamento. Porém, nem sempre as coisas acontecem como planejamos, surgindo inevitavelmente a tão temida frustração.

Nesse sentido, todos os esforços estão voltados para evitá-la. As pessoas tornam-se cada vez mais incapazes de experienciar a frustração, porque foram despreparadas para isso, buscando sempre por alternativas ilusórias e fugindo do real confronto com o que lhes causa sofrimento.


O medo de sofre novas frustrações faz com que a pessoa se mantenha paralisada em situações que a fazem sofrer, parecendo não se dar conta que encarar os medos e buscar o autoconhecimento é o caminho para o verdadeiro fortalecimento psíquico que possibilitará enfrentar as dificuldades impostas pela vida.



O que é a frustração


A frustração surge quando planejamos ou desejamos algo que não ocorre. Todas as pessoas, em algum momento de suas vidas, se depararam com esse sentimento. A diferença é a maneira de lidar com essa sensação, em que dependerá muito da história de vida pessoal e o contexto em que a frustração ocorreu.



Quando acontece


Pode acontecer por diversos fatores, como: não conseguir atingir uma meta, não reconhecimento dentro de uma relação pessoal ou profissional, conflitos interpessoais e outras tantas questões que levam a tal sentimento.


O nível de frustração está diretamente relacionado ao grau de expectativa que o indivíduo estabelece dentro daquilo que deseja ou o resultado que espera numa determinada ação ou momento.


Evitar a frustração é um desejo natural, mas é importante ter consciência que nem tudo depende de nós e este sentimento faz parte da vida. Mesmo que não agrade, a frustração tem função essencial para o indivíduo em sua constituição pessoal psicológica.



Consequências


A frustração pode ocasionar uma desestruturação emocional que ocorre em diferentes níveis, por variadas causas e que acarreta diversas consequências. A decepção ou desapontamento provoca uma espécie de tensão interna, podendo gerar raiva, agressividade, desespero, depressão, sentimento de desamparo e menos valia.


Em alguns casos, a pessoa frustrada sente-se triste e com a sensação de incapacidade para lidar com os pensamentos e desejos que aparecem neste momento. Trata-se de um dor muito intensa que poderá dificultar uma reação positiva e construtiva, mas podemos nos dedicar a aprender a lidar com a frustração quando esta for inevitável.



Aprendendo a lidar com a frustração


É importante e sadio compreender que a falta de oposições paralisa o desenvolvimento psicológico e as transformações positivas. Desta forma, podemos olhar para a frustração como uma abertura, ainda que dolorosa, rumo ao crescimento e amadurecimento pessoal. A frustração é necessária ao desenvolvimento psíquico na medida em que nos ensina, ajuda a ser mais flexível e nos fortalece a cada dificuldade.


Entender e aceitar que nem todos os desejos podem ser realizados e, em alguns momentos, precisaremos testar outras alternativas e meios para conquistar nossos objetivos, são algumas maneiras de enfrentar esse doloroso sentimento.


Neste caso, a psicoterapia é de extrema importância para ajudar o indivíduo a analisar de forma consciente o que está causando a frustração. A psicóloga é uma profissional especializada, que poderá contribuir no desenvolvimento de ferramentas e recursos internos na busca de possíveis caminhos a serem percorridos para lidar e superar esse intenso sofrimento.

Saiba Mais Sobre
 Dicas e Tratamentos